quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Caiu no Maraca, o Mengão ganha na raça! A mística dos 43

Elias marcou o gol da classificação do Mengão!
Fonte: (Paulo Sérgio/Lance!Press)

Que me perdoem os torcedores de outros clubes que eventualmente lerão esse post, pois por mais que suas torcidas façam belas festas nas arquibancadas, nada se compara a torcida do Flamengo no Maracanã. É o maior espetáculo do mundo futebolístico e que o próprio já estava com saudades.


Os deuses do futebol não permitiriam que, após longos anos, o Mengão fosse eliminado na sua volta ao Maracanã dos jogos decisivos, onde a mística prevalece, a camisa pesa e entorta o varal e quando a simbiose torna-se forte, implacável e emocionante.

Ontem, o Cruzeiro, tecnicamente melhor, líder do Brasileirão, não fez quase nada, parecia estagnado. O time tão volumoso ofensivamente, de tantas finalizações, tantas qualidades e jogadores qualificados para fazer a diferença, aparentavam sentir a pressão... Não é qualquer um que encara o Flamengo no Maracanã lotado e consegue calá-lo, ainda mais, quando mais de 50.000 vozes entoam cantos de apoio e motivação ao time, desde o nosso belíssimo hino aos gritos mais novos.

Torcida do Mengão lotou o Maraca e fez uma festa linda!
(Fonte: Paulo Sérgio/Lance!Press)

E como é bom ser flamenguista! Na noite de ontem, ver o nosso time com raça, determinação, vontade, esforço, honrando o manto rubro-negro, se superando a cada minuto, superando os limites na base da nossa famosa e invejável RAÇA. Quando jogamos com ela, não tem pra ninguém!

O Flamengo é diferente, completamente diferente dos outros times. Há uma mística que eu não sei quando iniciou, nessa história de amor entre Mengão & Maracanã.

Na primeira etapa, o Mengão começou pressionando e quase abriu o placar com André Santos, aos 7', após bela jogada de Rafinha pela direita, que André recebeu livre, mas acabou finalizando em cima da defesa adversária.
Com o trio ofensivo formado por Rafinha, Carlos Eduardo e Marcelo Moreno, o time de Mano deu trabalho a defesa celeste, após a chance de André Santos, o time continuou em cima, mas sem levar perigo ao adversário.

No decorrer do primeiro tempo, o Cruzeiro passou teve duas chances de abrir o placar: A primeira, aos 30', com Willian desviando cruzamento de Egídio e quase complicando pro arqueiro Felipe, que conseguiu salvar mas quase se complicou... Dois minutos depois, Dedé aproveitou boa oportunidade e chutou forte, mas João Paulo, em cima da linha, salvou o Mengão, lances que proporcionavam ao jogo, pitadas de drama e emoção que são praticamente comuns na relação Flamengo-Maraca.

Na segunda etapa, o Mengão já começou pressionando e ainda mais do que pressionou na primeira. Logo aos 2', Luiz Antônio cobrou falta e Marcelo Moreno desviou com muito perigo, quase abrindo o placar pro rubro-negro. Aos 16', foi a vez de Elias cabecear com perigo, após cruzamento de Rafinha.

O domínio passou a ser total! O Cruzeiro não passava do meio de campo e aos 20', tivemos um gol anulado por falta de Marcelo Moreno em Fábio, aos 29', Vinícius Araújo marcou pro Cruzeiro, mas em posição irregular.
Aos 43', SIM SENHORES! AOS 43', o mítico minuto que entrou para a história do clube de forma inesquecível, novamente consagrou um herói, um jogador que cumpriu o ditado: "Sem dor, não há vitória!"

Elias era dúvida até 15' antes do início do jogo. Foi a campo ainda lesionado, no sacrifício, com dores e foi com tudo isso que no 43º minuto do 2º tempo, Elias recebeu passe rasteiro de Paulinho e finalizou com categoria no canto de Fábio... Só poderia ser assim! No finzinho, explodindo os mais de 50.000 flamenguistas presentes no Maraca, que vibraram, choraram, como Elias.

Elias comemora e chora com o gol marcado!
Fonte: (Paulo Sérgio/Lance!Press)

Ah Elias, seja bem vindo ao Flamengo, seja bem-vindo ao Maraca! Se no exterior não te quiseram, aqui te queremos e muito bem, mostrando o baita jogador que és!

Caiu no Maraca? O Mengão ganha na raça! Sempre foi assim e sempre será! Aqui é Flamengo meu amigo!

Que venha o Botafogo de Seedorf & Cia, será um duelo épico pelas quartas de final da Copa do Brasil, mas como disse nosso treinador Mano Menezes, estamos muito mais fortes!

Até a próxima galera! #SRN




FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 1 x 0 CRUZEIRO

Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 27/8/2013 - 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Jailson Macedo Freitas (BA)
Assistentes: Carlos Berkenbrock (SC) e Marcelo Bertanha Barison (RS)
Renda/público: R$ 2.266.070,00 / 47.103 pagantes / 53.538 presentes
Cartões amarelos: Elias, André Santos (FLA); Nilton, Éverton Ribeiro e Willian (CRU)

GOL: Elias 43'/2ºT (1-0)

FLAMENGO: Felipe, Luiz Antonio, Chicão, Wallace e João Paulo; Cáceres (Paulinho, intervalo), Elias e André Santos (Hernane, aos 38'/2ºT); Rafinha, Carlos Eduardo (Adryan, aos 28'/2ºT) e Marcelo Moreno. Técnico: Mano Menezes.

CRUZEIRO: Fábio, Ceará, Bruno Rodrigo, Dedé e Egídio; Nilton, Lucas Silva, Éverton Ribeiro (Martinuccio, aos 28'/2ºT) e Ricardo Goulart; Willian (Leandro Guerreiro, aos 36'/2ºT) e Borges (Vinicius Araújo, aos 22'/2ºT). Técnico: Marcelo Oliveira.


Siga-nos no Twitter: Lipe_Henry14C11_FlamengoC11oficial

Confira abaixo o gol de Elias, que garantiu a classificação contra as "Marias":